Curso de Campo para o curso de Ciências Biológicas da UFMG | Aprovado o Plano de Manejo da RPPN Santuário do Caraça

 

 

Curso de Campo para o curso de Ciências Biológicas da UFMG

 

Acontecerá, neste fim de semana (25 e 26 de maio) o Curso de Campo aos alunos da disciplina de Ecologia I da Universidade Federal de Minas Gerais.

Nesta parceria com o Laboratório de Ecologia de Insetos da UFMG, a Bocaina levará mais de 50 estudantes da graduação para o Santuário do Caraça, com o objetivo de conduzir a elaboração de projetos de pesquisa em Ecologia.

Durante os dois dias de curso, os alunos vivenciarão uma intensa experiência de campo, em que serão estimulados a aprender a fazer perguntas em Ecologia, a partir da leitura crítica do ambiente, bem como serão orientados nos passos fundamentais da elaboração de projetos de investigação científica nesta disciplina.

 

Se você também deseja fazer um curso de campo com a Bocaina, aproveite e garanta já sua vaga na segunda edição do curso Práticas de Campo: Mamíferos, Anuros, Aves e Insetos – 2ª edição. Inscreva-se aqui!

 


 

Aprovado o Plano de Manejo da RPPN Santuário do Caraça

 

Parabenizamos nossos parceiros da RPPN Santuário do Caraça pela aprovação de seu Plano de Manejo, o mais importante documento para a gestão desta área protegida.

Agora, o Caraça, que é considerado uma área prioritária para conservação, dispõe de uma ferramenta fundamental para dar as diretrizes para as futuras pesquisas e o manejo da unidade de conservação.

A Bocaina apoia este trabalho! Leia abaixo o texto da aprovação, na íntegra.

 

Saiu no Diário Oficial da União de 20 de maio de 2013:

PORTARIA Nº 189, DE 17 DE MAIO DE 2013

Aprovar o Plano de Manejo Reserva Particular do Patrimônio Natural – Santuário do Caraça, no Município de Santa Bárbara e Catas Altas/Minas Gerais.

O PRESIDENTE DO INSTITUTO CHICO MENDES DE CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE – INSTITUTO CHICO MENDES, no uso das atribuições previstas pelo Decreto nº. 7.515/11, de 08 de julho de 2011, e pela Portaria nº 304, de 28 de março de 2012, da Ministra de Estado Chefe da Casa Civil da Presidência da República, publicada no Diário Oficial da União de 29 de março de 2012,

Considerando o disposto na Lei nº 9.985, de 18 de julho de 2000, que instituiu o Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza – SNUC;

Considerando que a Reserva Particular do Patrimônio Natural - RPPN Santuário do Caraça, criada através da Portaria IBAMA nº 32 – N, de 30 de março de 1994, atendeu ao art. 27 da Lei nº 9.985, de 10 de junho de 2000, no que concerne à elaboração de seu Plano de Manejo;

Considerando os pronunciamentos técnicos e jurídicos contidos no processo nº 02070.002695/2012-16; e

Considerando que o art. 16 do Decreto nº 4.340, de 22 de agosto de 2002, prevê que o Plano de Manejo aprovado deve estar disponível para consulta na sede da unidade de conservação e no centro de documentação do órgão executor, RESOLVE:

Art. 1º Aprovar o Plano de Manejo da Reserva Particular do Patrimônio Natural Santuário do Caraça, localizada no Município de Santa Bárbara e Catas Altas, no Estado de Minas Gerais.

§1º A aprovação do Plano de Manejo não exime o proprietário de seguir todos os trâmites técnicos e legais necessários à aprovação de projetos, programas e planos junto aos órgãos ou instituições ambientais competentes, em atendimento à legislação vigente e aos usos permitidos na RPPN, conforme o Decreto nº 5.746, de 06 de abril de 2006.

Art. 2.º A RPPN será administrada pelo proprietário do imóvel, ou pelo representante legal, que será responsável pelo cumprimento das exigências contidas na Lei nº 9.985, de 18 de julho de 2000 e no Decreto nº 5.746, de 06 de abril de 2006.

Art. 3º As condutas e atividades lesivas à área da RPPN Santuário do Caraça sujeitarão os infratores às sanções cabíveis previstas na Lei 9.605, de 12 de fevereiro de 1998, e no Decreto nº 6.514, de 22 de julho de 2008.

Art. 4º O Plano de Manejo da RPPN Santuário do Caraça estará disponível na sede da Unidade de Conservação e na sede do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade.

Art. 5º Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação.

ROBERTO RICARDO VIZENTIN